Você está em: Home » Notícias

 

Notica publicada em 14/06/13 às 07:45:57 hs

Na Semana Nacional do Meio Ambiente, comece a usufruir dos benefícios desse meio de transporte ecológico

O trânsito parou. Motoristas frustrados buscam distrações dentro de seus carros para enfrentar o tempo indeterminado de engarrafamento.
 O trânsito parou. Motoristas frustrados buscam distrações dentro de seus carros para enfrentar o tempo indeterminado de engarrafamento. A imagem ilustra uma situação recorrente para muitos brasileiros que vivem em grandes cidades. Enquanto o trânsito não flui, alguns ciclistas deixam para trás dezenas de veículos que seriam capazes de alcançar uma velocidade até dez vezes superior a de uma bicicleta, não fosse o trânsito parado. Deixar de lado o estresse diário no trânsito é só um dentre os vários benefícios que usufruem os que decidem trocar o volante pelo guidão.

Pedalar é um exercício aeróbico e, como tal, queima calorias, melhora a função respiratória, fortalece os músculos do corpo, melhora a função cardiovascular. Mas quem adota a bicicleta como meio de locomoção faz mais do que um bem para o próprio corpo. O meio ambiente também ganha muito com a inclusão da bicicleta na mobilidade urbana. Para se ter uma ideia, quando se decide deixar o carro em casa por um dia, evita-se o lançamento de cerca de seis quilos de gás carbônico no ar, segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Essa quantidade de substância é liberada a cada 30 quilômetros, distância usual que uma pessoa motorizada percorre em uma cidade grande diariamente. Além de não liberar quaisquer substâncias nocivas ao meio ambiente, o uso de bicicletas no lugar de carros ajuda a desafogar o trânsito e diminuir a poluição sonora nos centros urbanos.
Por todos esses benefícios, diversas cidades do mundo implantam medidas a favor do uso da bicicleta. Na Alemanha, por exemplo – país exemplo no uso da bicicleta – são 750 quilômetros de ciclovias somente na capital, Berlim. O Brasil, por sua vez, com suas dimensões continentais – é o quinto maior país do mundo – tem pouco mais de mil quilômetros de ciclovias em todo o território, espalhadas em treze cidades, segundo levantamento da ONG Mobilize Brasil. 

A falta de ciclovias, porém, não impede ciclistas como Fernando Araújo dos Santos, 29, Analista Desenvolvedor Junior, em Florianópolis, de pedalar diariamente até o trabalho. São 25 quilômetros por dia, divididos em duas viagens que levam em torno de 40 minutos cada. “Cerca de um terço do trajeto que pedalo não possui ciclovia e sou obrigado, em determinados locais, a utilizar as calçadas, seja porque a rua é estreita demais ou está muito movimentada”, conta Araújo. Mas apesar das dificuldades de infraestrutura, ele pedala para evitar as intermináveis filas de automóveis, muito comuns no percurso; e de quebra, usufrui dos benefícios de um exercício físico diário. Em um ano desde que adotou a bicicleta como meio de transporte, ele diz ter notado melhorias em seu condicionamento cardiorrespiratório e aumento de disposição durante o dia de trabalho.

A Semana Nacional do Meio Ambiente, comemorada de 4 a 9 de junho, é um ótimo estímulo para adotar definitivamente o meio de locomoção eleito pela ONU como o transporte mais ecologicamente sustentável do planeta. Aos poucos, pedalar pode deixar de ser apenas o seu novo meio de locomoção, para se tornar um hábito prazeroso para o corpo e a mente. Só não se esqueça de adquirir equipamentos de proteção e informações sobre as leis de sinalização da sua cidade!

Fonte: www.unimed.com.br