Você está em: Home » Notícias

 

Notica publicada em 08/07/13 às 11:33:15 hs

cuidados com o recém nascido – massagem

Estudos mostram que os bebês que recebem massagem e são acariciados e tocados pelas mamães, quando crescem, tendem a ser mais simpáticos e a criar relações saudáveis, pois se relacionam com mais facilidade e são mais confiantes. Além disso, a massagem ajuda no desenvolvimento dos aspectos psicológicos, neurofisiológicos e sociais, na liberação dos hormônios do crescimento e facilita a circulação

antes mesmo do benjamin nascer eu arrumei alguns livros e dvds que ensinavam a praticar shantala (massagem) em bebês.
achei a ideia ótima e mal esperava a hora de colocar em prática, mas li que era bom esperar passar o primeiro mês de vida pra então começar as massagens.

e aí chegou o momento.
lembro que por várias vezes eu amamentei, esperei passar pelo menos uma hora, troquei a fralda, despi o bebê e coloquei ele peladinho no meu colo previamente forrado com uma toalha, segurando o óleo de massagem numa mão e o controle remoto do dvd na outra.
eu via os vídeos e tentava seguir à risca todas as instruções.

uma vez foi engraçado (ou tragicômico), porque ele ficou mais estressado ao final da massagem que no início.
senti-me um pouco frustrada porque não conseguia seguir a sequência da shantala, que todo mundo sempre disse ser tão benéfica aos bebês.

acontece que, o que eu não sabia, é que eu vinha praticando as tais massagens no benjamin sem nem ao menos me dar conta.
quando ele sentia cólicas eu dobrava e esticava suas perninhas, fazia movimentos circulares em sua barriga e outros movimentos que ajudavam a aliviar as dores causadas pelos gases.

toda vez que estava com ele no meu colo acariciava seus pés com uma leve pressão, massageando a sola e apertando dedo por dedo, bem como suas mãozinhas.

depois que ele passou a aceitar ficar de bruços (o que só veio a acontecer com mais de sete meses), sempre caminhei meus dedos pelas suas costas.
e as pernocas gorduchas também nunca ficaram de fora na hora de trocar de fraldas.

com isso eu percebi que não importa o nome que se dá ou se existe ou não um momento exato para massagear seu  bebê.
mais precioso que isso é o carinho envolvido e ver quão deliciosos são esses momentos.

“Estudos mostram que os bebês que recebem massagem e são acariciados e tocados pelas mamães, quando crescem, tendem a ser mais simpáticos e a criar relações saudáveis, pois se relacionam com mais facilidade e são mais confiantes. Além disso, a massagem ajuda no desenvolvimento dos aspectos psicológicos, neurofisiológicos e sociais, na liberação dos hormônios do crescimento e facilita a circulação.”



Fonte: www.potencialgestante.com.br