Você está em: Home » Notícias

 

Notica publicada em 03/07/12 às 08:58:30 hs

Transtornos alimentares também afetam mulheres acima dos 50 anos

Para pesquisadores, são necessárias novas estratégias de tratamento para atingir essa faixa etária

A maturidade não protege as mulheres contra as inseguranças em relação ao corpo. A constatação é de uma pesquisa americana que apontou que os transtornos alimentares afetam também as mulheres com mais de 50 anos. Entre as 1.849 entrevistadas, todas desta faixa etária, 70% estão tentando emagrecer. Uma descoberta que preocupou os pesquisadores é que muitas recorrem a métodos insalubres para perder peso.

O estudo, publicado na revista International Journal of Eating Disorders , foi elaborado por especialistas da Universidade da Carolina do Norte. Para 62% das participantes, o peso tem um impacto negativo na vida delas.

Quando querem emagrecer, muitas recorrem a alternativas que podem colocar a saúde em risco: optam por pílulas dietéticas, praticam exercícios físicos excessivamente, recorrem aos diuréticos, tomam laxantes e induzem ao vômito. Mesmo insatisfeitas com o corpo, 4% das mulheres dizem que comem compulsivamente.

::: Confira a pesquisa na íntegra

Mais de 79% das entrevistadas confessaram que o peso afeta a sua imagem e 66% admitiram não gostar da própria aparência. Quase metade das mulheres mostra uma obsessão com o peso: sobem na balança todos os dias para verificar se engordaram.

Conforme a médica Cynthia Bulik, que liderou a pesquisa, o estudo mostrou que a impressão de que a idade ajuda a superar o medo do espelho estava errada. Para tratar os transtornos alimentares das mulheres acima dos 50 anos, ela acredita que são necessárias novas estratégias.

Em um comunicado divulgado pela universidade, Cynthia diz que se sabe pouco sobre como essas mulheres enxergam o próprio corpo porque a maioria das pesquisas se concentra no comportamento dos jovens. Segundo a pesquisadora, o objetivo do estudo foi entender as preocupações das mulheres maduras para planejar o atendimento e embasar pesquisas futuras.

Ao comentarem os resultados, médicos disseram estar surpresos porque pensavam que os problemas alimentares atingissem pouco as mulheres dessa faixa etária.

Se você tem problema com o peso, não consegue emagrecer ou não aceita a sua imagem, não hesite em procurar um médico.