Você está em: Home » Notícias

 

Notica publicada em 10/09/11 às 04:05:05 hs

Beba Água

Hidratante natural, a água é essencial para o bom funcionamento do organismo, além de ser responsável pela boa aparência da pele e dos cabelos

Você já deve ter ouvido falar muito sobre a importância da água e ter sido aconselhado a ingerir, pelo menos, dois litros do líquido por dia. Não é sem razão que isso vem sendo repetido há bastante tempo. A água é essencial à vida e de fato o corpo necessita dela para funcionar bem. Mas você sabe realmente o que ela faz pela nossa saúde?

   
Presente em cerca de 70% do nosso corpo, a água constitui 85% do tecido muscular e 33% do ósseo. Além disso, ela:

     
- Melhora o processo digestivo, uma vez que é responsável por ajudar a formar o suco gástrico e a saliva;
- Controla a temperatura corporal: a água liberada na transpiração diminui a temperatura do corpo em dias muito quentes ou durante a prática de exercícios físicos;
- Facilita a absorção de nutrientes, já que uma boa hidratação confere uma quantidade ideal de sangue para transportá-los;
- Ajuda no transporte de sais minerais, como o ferro, que fortalece o sistema de defesa do organismo, diminuindo o risco de infecções.
   

Além de toda a funcionalidade que a água exerce no organismo, um corpo bem hidratado resulta também em uma boa aparência, visto que melhora o aspecto e a saúde da pele, do cabelo e das unhas. Por isso, se você sentir a pele seca e mal-estar, preste atenção se não está desidratado.
   

A quantidade recomendada de ingestão de água por dia pode estar distribuída em alimentos, sucos e outros líquidos, mas, lembre-se: as bebidas isotônicas não substituem a água.

     

Água potável: é a água que pode ser consumida pelos homens, por estar livre de qualquer contaminação. É determinada por um conjunto de padrões e parâmetros estabelecidos por normas e legislações sanitárias. A água pode ter passado por um tratamento que inclui a eliminação das substâncias impuras ou pode ser procedente de um manancial confiável.
   

Em locais em que não há rede de distribuição e tratamentos, pode haver a necessidade de a água ser coletada em bicas e poços. Antes de ser ingerida, porém, ela deve ser tratada de alguma maneira por quem a buscou. Uma opção é a fervura, já que os microorganismos não sobrevivem a altas temperaturas. Outra possibilidade é adicionar hipoclorito de sódio, solução distribuída gratuitamente pelos postos de saúde.
    

Fique atento!
A água contaminada pode transmitir doenças como cólera, febre tifoide, disenteria e leptospirose.





Fonte: O Médico & Você nº1, site Planeta Sustentável, Ciência à mão / Unimed Brasil