Você está em: Home » Notícias

 

Notica publicada em 06/11/12 às 11:42:43 hs

Como reduzir a ingestão de cloreto de sódio da alimentação?

Para o paladar não estranhar, diminua aos poucos o tempero dos alimentos
Recente pesquisa da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) mostrou que os brasileiros estão ingerindo muito mais cloreto de sódio do que a quantidade de 2g (aproximadamente uma colher de café cheia) por dia, valor recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Para evitar os prejuízos que o excesso do nutriente pode provocar, recicle seus hábitos e tente, aos poucos, diminuir a quantidade de sódio da sua alimentação. 
::: Biscoito de polvilho e queijo branco lideram pesquisa da Anvisa sobre teor de sódio nos alimentos

O consumo excessivo do cloreto de sódio é considerado um fator de risco para o aparecimento de doenças como o acidente vascular cerebral (AVC ou derrame), infarto do miocárdio, insuficiência cardíaca e hipertensão arterial. O diretor de Controle e Monitoramento Sanitário da Anvisa, Agenor Álvares, acredita que se a ingestão de 2g recomendada pela OMS fosse respeitada seria possível reduzir em 15% os óbitos por acidente vascular cerebral (AVC) e em 10% as mortes decorrentes do infarto.  
::: Hábitos saudáveis podem evitar a hipertensão


Confira as dicas para diminuir a ingestão de sódio 

Um dos primeiros passos para reduzir o consumo do nutriente é não acrescentar sal aos alimentos que já são temperados. Por exemplo, antes passar a mão no saleiro e salgar a batata frita, experimente-a. Gradativamente acostume seu paladar a menores porções de sal e priorize alimentos frescos. 
::: Ministério da Saúde e Anvisa propõem redução do sal

Compare o rótulo dos alimentos 
Antes de levar para casa um produto, leia a tabela nutricional e compare-a com outras marcas. A pesquisa da Anvisa identificou que, mesmo entre alimentos da mesma categoria, pode existir uma grande diferença na quantidade de sódio. A concentração do nutriente no queijo minas frescal, por exemplo, variou 14 vezes entre as marcas pesquisadas. Caso não haja tantas possibilidades de comparação, um bom parâmetro é que o teor de sódio não seja superior a 0,5g/100g de produto. 

Deixe de lado os temperos prontos 
Apesar de práticos, os temperos prontos são ricos em sódio. Para conferir o sabor especial aos pratos e não sobrecarregar sua saúde, prefira os temperos naturais. Alho, cebola, salsinha, limão, pimenta, alecrim e orégano são boas opções. 

Evite os embutidos e farinha branca 
Molhos tipo ketchup e barbecue, conservas e alimentos embutidos, como presunto, salsichas e linguiças, além de algumas bolachas derivadas da farinha branca contêm alta concentração de sódio. Dê um tempo para os lanches regados a biscoito de polvilho e cream cracker. Prefira as opções integrais, com grãos e cereais. 


Fonte: www.unimed.com.br